Sistema de gestão de baterias – BMS

 

Sistema de gestão de baterias – BMS – Battery Management System: ter ou não ter? Eis a questão! Valerá a pena “investir” um “pouco” mais e optar por escolher um veículo elétrico com BMS?

De uma forma geral, podemos dizer que um sistema de gestão de baterias permite aumentar a sua vida útil, ou melhor, permite que o número de recargas normalmente anunciadas para cada um dos tipos de baterias (lítio, chumbo ácido) seja atingido, com impactos relativamente reduzidos no desempenho e eficiência das baterias. Resumidamente, o BMS permite manter a qualidade das baterias a níveis elevados durante mais tempo e, por isso, evitar um desgaste acentuado ou utilização indevida das baterias.

 

Vejamos a seguir o que um sistema de gestão de baterias permite:

  • MONITORIZAÇÃO

O BMS permite controlar de forma efetiva o estado da(s) bateria(s), monitorizando para o efeito a sua voltagem, temperatura, o estado de carga, fluxo de refrigerante, corrente, outras variáveis. Existe, desta forma, uma verificação constante do estado de saúde das baterias do veículo elétrico.
Se o veículo estiver equipado com um sistema de travagem regenerativa, o BMS irá controlar a recarga da bateria através do redirecionamento da energia recuperada a partir da travagem ou desaceleração do motor, utilizada para recarregar as baterias.

  • CÁLCULO DE INDICADORES

O BMS pode ainda calcular indicadores relevantes com base nas variáveis referidas anteriormente, nomeadamente: corrente de carga máxima com um limite de corrente de carga (CCL), corrente de descarga máxima com um limite de corrente de descarga (DCL), energia entregue desde o último recarregamento, energia total entregue desde a primeira utilização, o tempo de operação total desde a primeira utilização, etc.

  • COMUNICAÇÂO DE DADOS RELEVANTES

Este sistema permite ainda o reporte de todos os dados acima mencionados para um dispositivo externo, usando para o efeitos vários canais de comunicação com ou sem fios.

  • PROTEÇÃO

O BMS protege as baterias, evitando:
– a sobre corrente,
– a sobre tensão (durante o carregamento),
– a sob tensão (durante descarga), especialmente importante para chumbo-ácido e baterias de iões de células
– temperaturas excessivas
– sob temperaturas
– excesso de pressão ( NiMH baterias)

  • OTIMIZAÇÃO

O BMS pode garantir que todas as células que compõem as baterias sejam mantidas no mesmo estado de carga, através do seu balanceamento, o que permite aumentar a sua vida útil. Normalmente, as células individuais de uma bateria podem estar em diferentes níveis de carga (SOC). Se não existir uma redistribuição, a descarga deve parar quando a célula com menor capacidade está “vazia”. Sem o equilíbrio, a célula com menor capacidade é o elo mais fraco, que pode facilmente ser muito sobrecarregada ou descarregada, enquanto que as restantes células, com maior capacidade, apenas sofrem um ciclo parcial. Desta forma, existe um desgaste mais acentuado das baterias, com impacto no desempenho do veículo e duração das baterias.

Em resumo, o sistema de gestão de baterias recomenda-se.

Se tiver fortes restrições orçamentais, poderá optar por um veículo sem BMS, no entanto, a vida útil das baterias será afetada, e o desempenho do veículo será penalizado. No futuro, terá de substituir as baterias mais cedo. Portanto, se puder faça um “esforço” e opte por uma scooter ou bicicleta elétrica com BMS.

loading...